Muitas mulheres acabam se acostumando com a baixa da libido e até mesmo da autoestima, em determinados momentos da vida. Se esse é o seu caso, não deixe o tempo passar: é preciso buscar ajuda especializada o quanto antes. E pode ter relação com a testosterona, sabia?

A libido feminina e a testosterona

São muitas as causas que impactam no apetite sexual, e várias delas podem ser facilmente identificadas e tratadas. A baixa produção de testosterona é um exemplo. Apesar de ser um hormônio produzido em doses muito maiores nos homens – cerca de 30 vezes mais – ele impacta diretamente na libido da mulher.

A escassez da testosterona pode provocar ainda outros malefícios, como retenção de líquido e aumento de peso. Outros sintomas comuns são a diminuição da massa óssea e a dificuldade em atingir o orgasmo durante a relação sexual.

LEIA MAIS: VOCÊ SABE QUAIS SÃO AS PRINCIPAIS CAUSAS DA FALTA DE DESEJO SEXUAL? SAIBA COMO COMBATÊ-LAS!

Ajuda profissional

Testosterona: conheça a importância do hormônio para a libido

Por isso, é muito importante procurar ajuda profissional. É por meio de exames hormonais que você consegue identificar a taxa de testosterona. É imprescindível, no entanto, que esse exame seja feito em um momento especifico do ciclo menstrual. Em sua fase inicial, por exemplo, a produção do hormônio é baixa em todas as mulheres.

Idade e uso de anticoncepcional influenciam

Se você tem acima de 40 anos, saiba que, infelizmente, está mais suscetível ao problema. Isso porque a produção do hormônio vai diminuindo conforme a chegada da menopausa, quando a perda é drástica.

Além da idade, outro fator que pode contribuir para diminuição da produção de testosterona é o uso contínuo de anticoncepcional. Em qualquer fase da vida. Porém, se é necessário, nada de interromper a ingestão do medicamento! Consulte o médico para que uma solução seja encontrada.

O que é possível fazer?

Testosterona: conheça a importância do hormônio para a libido

Se você já identificou que o problema é a falta de testosterona, provavelmente o seu médico lhe indicará um tratamento adequado. Que pode ser, por exemplo, a utilização de fitoterápicos. Por ser um remédio natural, praticamente não há contraindicação.

Existem também alguns medicamentos de reposição hormonal (na maioria das vezes na versão em gel) para serem aplicados na pele ou até injetados. Na hora de administrar a dosagem, siga à risca o que foi pedido pelo médico.

LEIA MAIS: 5 MITOS SOBRE AS DISFUNÇÕES SEXUAIS

Cada caso é um caso

O excesso de testosterona no organismo da mulher pode causar inúmeros problemas. Como o aumento de pelos, oleosidade da pele, acne, irregularidade da menstruação e até alteração na voz. Por isso é tão importante tomar cuidado com os níveis desse hormônio.

Lembre-se ainda que cada caso é um caso, e até mesmo a suspensão do anticoncepcional pode ser considerada. Outras maneiras de ajudar a aumentar a produção, de maneira bem simples, são optar por atividades que proporcionem uma vida mais saudável. Alimentação e a prática de atividade física podem auxiliar bastante no tratamento.

LEIA MAIS: ANSIEDADE: SAIBA COMO ESTE MAL PODE IMPACTAR NA SUA VIDA SEXUAL

Faça sua parte!

Testosterona: conheça a importância do hormônio para a libido

Agora que você já sabe o quanto esse hormônio pode fazer a diferença não só na sua atividade sexual, mas em várias áreas da sua vida, é importante estar sempre alerta. Visite o ginecologista frequentemente, não deixe de fazer os exames solicitados e fique de olho em sintomas anormais.

Uma vida sexual ativa e saudável traz diversos benefícios. Portanto, pratique e muito!

E você, já sabia da grande importância da testosterona para manter a libido em alta? Deixe suas dúvidas e opiniões nos comentários!

Compartilhe com suas amigas:

Dra. Vânia Machado
Dra. Vânia Machado

Eu sou a Drª Vania Machado, psicóloga terapeuta sexual, mestre em psicopatologia clinica e psicologia da saúde. Há mais de 20 anos venho ajudando as mulheres a recuperar seu desejo sexual e já perdi a conta de quantos casamentos foram salvos de ir por água abaixo por causa de brigas e traições que começaram com um simples problema conjugal. Atualmente ajudo mulheres de todas as idades superarem crises no relacionamento e disfunções sexuais. Precisa de ajuda profissional? clique aqui e marque uma consulta comigo.