Sexo não é apenas normal, mas também importante para qualquer pessoa. A sexualidade traz benefícios tanto para a saúde física quanto para a saúde psicológica.

Qualquer mudança nos desejos sexuais devem ser observados com atenção, pois podem indicar que algum problema está acontecendo.

A falta de libido na mulher pode acontecer por diversos motivos, por isso é importante entender os sintomas para saber o que fazer.

O fator mais comum para a falta de libido na mulher é a disfunção hormonal, mas essa não é a única causa. Fatores externos, como o estresse ou a baixa autoestima, podem estar relacionados.

Algumas doenças também podem influenciar no desejo sexual, assim como o uso de medicamentos, que podem causar esse efeito colateral.

No post de hoje iremos discutir um pouco mais sobre as causas da diminuição ou perda do apetite sexual e como lidar nessas situações. Confira!

Causas para a falta de libido na mulher

O fator psicológico conta muito nessas horas. Como a mulher está se sentido, as preocupações diárias e até mesmo o trabalho podem vir a prejudicar a rotina sexual. Essas, e outras coisas, geram estresse e, quando acumulado, pode ter consequências bem sérias para a vida de qualquer pessoa. Aposto que todo mundo já ouviu aquele ditado “mente sã, corpo são”.

Porém, não é apenas a nossa cabeça que pode nos causar problemas. Algumas vezes essa resistência pode estar relacionada ao tratamento para saúde, uma vez que alguns remédios podem diminuir o desejo sexual.

Por isso a importância de se ler a bula do medicamento e se inteirar mais sobre efeitos colaterais do medicamento. Nesses casos, converse com o seu médico e veja quais as melhores opções para contornar o fato.

Fatores diversos

Alterações hormonais também prejudicam a libido feminina. Isso pode acontecer no período menstrual ou na ovulação, pois ela pode ficar mais sensível. A menopausa é outro momento delicado: aqui, a mulher para de fabricar o estrogênio, que pode influenciar no desejo sexual.


QUER AUMENTAR SEU DESEJO E PRAZER SEXUAL? BAIXE O E-BOOK GRÁTIS:


PLANO DE 5 PASSOS PARA TURBINAR O DESEJO SEXUAL 

Nessa fase também aumentam as chances de desenvolver níveis de depressão, sendo outro problema psicológico que tem influência direta na sexualidade.

Na gravidez a mulher também pode se sentir desanimada quanto ao sexo. Primeiro por acreditar que pode machucar o bebê; segundo por perder um pouco da autoestima devido às mudanças do seu corpo. Na primeira situação, trata-se apenas de um mito; enquanto na segunda é preciso trabalhar a confiança.

Retomando o interesse sexual

A primeira coisa a se fazer quando se percebe a diminuição ou perda da libido é procurar o ginecologista. Ele ajudará a diagnosticar os motivos para a falta de interesse sexual e irá orientar quais as melhores medidas a serem seguidas. Inclusive orientando no uso de medicamentos, caso seja necessário. Com a ajuda profissional é bem mais fácil lidar com essa situação.

Em alguns casos somente o uso de remédios solucionam o problema, inclusive na reposição de hormônios. Em outros, será necessário o acompanhamento psicológico e a recuperação da autoestima. Neste último caso, uma conversa franca com o parceiro pode ajudar, além de ser uma prática bastante saudável para o relacionamento.

Compartilhe com suas amigas:


Dra. Vânia Machado
Dra. Vânia Machado

Eu sou a Drª Vania Machado, psicóloga terapeuta sexual, mestre em psicopatologia clinica e psicologia da saúde. Há mais de 20 anos venho ajudando as mulheres a recuperar seu desejo sexual e já perdi a conta de quantos casamentos foram salvos de ir por água abaixo por causa de brigas e traições que começaram com um simples problema conjugal. Atualmente ajudo mulheres de todas as idades superarem crises no relacionamento e disfunções sexuais. Precisa de ajuda profissional? clique aqui e marque uma consulta comigo.