Normalmente, pensar em uma noite de sexo causa aquele friozinho bom na barriga, certo? A resposta é “não” para muitas mulheres que sofrem com a falta de desejo. Elas pensam cada vez menos em uma noite de amor com seu parceiro. Segundo pesquisa realizada pelo hospital Pérola Byington, em São Paulo, 48,5% das mulheres sofrem deste mal, denominado Desejo Sexual Hipoativo (DSH). Mas as causas são desequilíbrios de ordem hormonal ou psicológicos dos mais variados tipos como a depressão, o estresse, a baixa autoestima, traições… até mesmo a falta de comunicação com o parceiro. O fato é que muitas dessas mulheres sofrem do mal e se forçam a fazer sexo por medo de perder ou parceiro ou apenas para agradá-lo. E não são poucas: 45% temem não satisfazer seu par na cama.

O assunto ainda é tabu

Falta de desejo? Não se force a fazer sexo apenas para agradá-lo

Medo, vergonha, pudor ou até mesmo desinformação. Então são muitos os motivos para as mulheres que têm Desejo Sexual Hipoativo não procurarem tratamento. Mas segundo pesquisa divulgada pela Universidade de São Paulo, apenas 5% se tratam do mal que atinge mulheres do mundo todo. Nos Estados Unidos, por exemplo, a falta de desejo sexual foi apontada como a causa de 25% dos divórcios. Conforme estudo realizado pela Universidade do Missouri.

Leia mais: Por que o sexo esfria após o casamento?

Por vivermos em uma sociedade que exalta muito o sexo, quando há algo errado entre quatro paredes na intimidade de um casal, a culpa logo recai na mulher. Então, se o homem tem alguma disfunção, a “culpa” é da mulher que não soube estimulá-lo. Pela anatomia e estimulação distintas, a mulher não apresenta claramente uma alteração quando se excita. Além disso, a excitação feminina começa pelo cérebro por meio de estímulos. São estes estímulos que acabam sendo influenciados por emoções, medos, censuras, costumes e outros fatores que afetam a vida sexual. Mas tais motivos acabam bloqueando na fonte (cérebro) a libido. A mulher leva para a cama vários fantasmas que minam sua vida sexual. Não é rara a desculpa da dor de cabeça. Aliás, desculpa que funciona como uma fuga do sexo.

Tratamento

Falta de desejo? Não se force a fazer sexo apenas para agradá-lo

Se forçar a fazer sexo para agradar o parceiro só agrava o problema. O primeiro passo para o tratamento é uma visita ao ginecologista. Ele pode detectar se há algum problema fisiológico (como doenças no aparelho reprodutor). Medicamentos são indicados apenas nas causas orgânicas. Se não for este o caso, a recomendação é procurar um terapeuta para iniciar a chamada terapia cognitiva. Já que a falta de desejo sexual é muito recorrente em mulheres vítimas de estresse ou cansaço, tão comum na correria da vida moderna. Se abrir com o parceiro é o ideal para que ele também contribua com o tratamento. Aliás, que pode incluir até a terapia de casal.

Leia mais: Saiba como o uso do lubrificante pode melhorar sua vida sexual

Está em fase de testes, na Alemanha, um medicamento em pílula capaz de estimular o apetite sexual feminino. Então mais uma esperança para reverter o Desejo Sexual Hipoativo.

Driblando a falta de desejo

Falta de desejo? Não se force a fazer sexo apenas para agradá-lo


QUER AUMENTAR SEU DESEJO E PRAZER SEXUAL? BAIXE O E-BOOK GRÁTIS:


PLANO DE 5 PASSOS PARA TURBINAR O DESEJO SEXUAL 

Os benefícios de uma vida sexual plena refletem diretamente na saúde física e mental do ser humano. Além disso, melhora na atividade cardíaca, aumento da resistência à dor e fortalecimento do sistema imunológico. O sexo de qualidade se apresenta, ainda, como um antidepressivo natural. Porém, o sexo para as mulheres não é tão simples como para os homens. Elas levam para a cama muito mais do que fantasias. Inúmeros fatores estão em jogo. Desta forma, o apoio do parceiro se torna fundamental para o sucesso do tratamento e para a mulher reverter este quadro, apimentando a relação. Mudanças na rotina, investimento no visual ou outras coisas que possam fazer bem à mulher (como uma folga na rotina com trabalho e filhos) ajudam a reavivar o desejo sexual. O diálogo é a chave de tudo. Pois acredite, alimentos como o chocolate estimulam a produção de serotonina no cérebro. Deixando a mulher mais relaxada para o sexo.

E você, gostou das informações? Procure identificar as causas do seu problema e conheça o nosso método!

 

Compartilhe com suas amigas:


Dra. Vânia Machado
Dra. Vânia Machado

Eu sou a Drª Vania Machado, psicóloga terapeuta sexual, mestre em psicopatologia clinica e psicologia da saúde. Há mais de 20 anos venho ajudando as mulheres a recuperar seu desejo sexual e já perdi a conta de quantos casamentos foram salvos de ir por água abaixo por causa de brigas e traições que começaram com um simples problema conjugal. Atualmente ajudo mulheres de todas as idades superarem crises no relacionamento e disfunções sexuais. Precisa de ajuda profissional? clique aqui e marque uma consulta comigo.