Afinal, a duração do sexo influencia na qualidade?

Primeira vez aqui? Baixe o E-book Gratuito: O Plano de 5 Passos Para Turbinar Seu Desejo Sexual em 30 Dias (ou menos)! Clique Aqui e Baixe Grátis!

A duração do sexo influencia ou não na qualidade? É muito falado por aí que a relação sexual deve durar muito tempo, e que o homem que consegue manter um longo período de ereção é mais viril.

No entanto, será mesmo que uma maratona sexual proporciona mais prazer do que aquela rapidinha?

A resposta para esta pergunta irá variar muito de acordo com o gosto pessoal de cada um: algumas pessoas preferem que a relação sexual seja longa, outras são mais a favor das rapidinhas.

O que não podemos negar é que o prazer pode ser vivenciado em ambas as situações.

Este assunto, de fato, é tão polêmico que acabou se tornando objeto de estudo de terapeutas sexuais dos Estados Unidos e do Canadá.

O resultado gerou uma classificação do sexo em relação à duração da penetração nas seguintes categorias:

  • “adequado”
  • “desejável”
  • “muito curto”
  • “muito longo”

Acompanhe o que os terapeutas dizem sobre cada uma das classificações e tire suas dúvidas a respeito da duração ideal da relação sexual de qualidade!

Duração adequada

Esta é a categoria que define a penetração que dura entre 3 e 7 minutos. Segundo os especialistas, neste período de tempo já é possível que ambos atinjam o orgasmo e se sintam satisfeitos.

Duração desejável

Esta é a faixa que deveria ser buscada por todos os casais para atingir a plenitude sexual. De acordo com os estudos, o ponto de equilíbrio e prazer garantido está entre 7 e 13 minutos de penetração.

Muito curto

Se o sexo com seu parceiro costuma durar apenas 1 ou 4 minutos, este é definitivamente um sinal de alerta.

Este período é considerado muito curto: é o tempo em que os homens com ejaculação precoce atingem o orgasmo.

Neste caso, a mulher não alcança o prazer, o que prejudica não somente ela, mas também o parceiro e o relacionamento – afetivo e sexual – como um todo.

Muito longo

Se a sessão sexual ultrapassa os 15 minutos de penetração, ela já é considerada demasiadamente longa.

E, ao contrário do que muitos imaginam, isto pode ser um ponto negativo para o prazer. O sexo muito longo pode causar desconforto íntimo, fadiga e fricção extrema, tornando os órgãos sexuais muito sensíveis.

Além disso, após os 15 minutos de transa, há perda de concentração, o que dificulta o alcance do prazer pelo casal.

É importante lembrar que os períodos de tempo citados acima correspondem somente à duração da penetração, portanto as preliminares não estão incluídas!

Vale ressaltar que elas são fundamentais para uma relação sexual de qualidade, que envolva a dedicação e a entrega de ambos os parceiros.

Os estudiosos também afirmaram que a preocupação com o tempo de duração de uma relação sexual está muito relacionado a crenças, o que leva a expectativas muito altas.

Estas expectativas, por sua vez,  podem acarretar a insatisfação sexual quando não alcançadas.

Desta forma, a duração da relação sexual deve se adequar ao desejo e às características de cada casal. Se a mulher demora mais a atingir o orgasmo, por exemplo, o parceiro então deve tentar se adequar ao tempo dela, e vice-versa.

Nos casos de disfunções, como a ejaculação precoce ou a grande dificuldade de alcançar o orgasmo pela mulher, recomenda-se a procura de um médico ou terapeuta.

Percebeu como o tempo nem sempre quer dizer qualidade? O mais importante a ser aprendido de todas estas informações é deixar as preocupações de lado e se entregar na hora do sexo.

Nada de ficar com o relógio do lado cronometrando a relação, hein?

Deixe que as coisas aconteçam naturalmente e procure proporcionar prazer ao seu parceiro e a você mesma, sem se preocupar em quanto tempo o sexo vai durar.

A boa relação sexual, acima de tudo, envolve entrega e companheirismo entre os parceiros.

Gostou das informações? Tem alguma dúvida a respeito da duração da relação? Deixe seu comentário!

O que fazer agora?

Bom, agora que você já tem conhecimento de alguns fatores que podem estar te travando de ter o prazer que você merece na sua relação sexual… vamos adiante entender como se produz um forte desejo na relação do casal.

O medo do fim da relação, ou até mesmo de ser traída ou abandonada, certamente já passou pela sua cabeça, né?

Se você é o tipo de mulher que sente uma tremenda frustração, porque não sabe como agir quando o seu relacionamento entra naquela fase de frieza e começa ir por agua abaixo por causa de simples problemas na cama… Preciso te contar algo

…eu vou te falar sobre algumas das técnicas e estratégias que eu uso com minhas pacientes e alunas dos meus cursos pra recuperar o desejo sexual, e como você mesma vai poder começar a aplicar essas técnicas no seu relacionamento!

Mas como eu sei que esse assunto vai render muito, gravei um vídeo exclusivo onde explico tudo, apresento todos os passos e habilidades desse método. → Clique AQUI e assista ao vídeo completo.

Então, se você quer dominar os Segredos pra virar a chave do desejo e resgatar o prazer na sua relação, para você se entregar apaixonadamente ao seu parceiro, sem medo de ser traída ou abandonada… Clique aqui e Assista o vídeo!

LEMBRE-SE: Não posso dizer por quanto tempo vou manter esta apresentação online ou por quanto tempo ela estará disponível para assistir de graça… Então assista agora mesmo, enquanto você ainda pode.

Gostou? Curta nossa página no Facebook:

Comentários:

Sobre a Autora

Dra. Vânia Machado

Eu sou a Drª Vania Machado, psicóloga terapeuta sexual, mestre em psicopatologia clinica e psicologia da saúde.

Há mais de 20 anos venho ajudando as mulheres a recuperar seu desejo sexual e já perdi a conta de quantos casamentos foram salvos de ir por água abaixo por causa de brigas e traições que começaram com um simples problema conjugal. Atualmente ajudo mulheres de todas as idades superarem crises no relacionamento e a falta de desejo sexual através do meu Programa Online Mulher Com Líbido.

Seja a primeira a comentar!

Top 10