A disposição para o sexo depende de uma série de variáveis. Principalmente em se tratando de mulheres que são muito mais sensíveis às influências externas e psicológicas, apresentando dificuldades nos momentos de intimidade. Problemas com os filhos, na profissão, falta de dinheiro: tudo isso pode afetar a libido e, consequentemente, o desempenho durante a relação.

Por outro lado, ter uma vida sexual sem qualidade durante muito tempo é um grande risco para o namoro, o casamento e até mesmo um romance casual. Assim, se sua ideia é “dar um basta” no problema e melhorar seu desempenho na cama, confira as cinco dicas que relacionamos a seguir!

Sacudir a rotina é sempre uma boa alternativa

5 dicas para melhorar seu desempenho sexual

Muitas vezes, o desempenho é o mesmo porque as ações são as mesmas. Portanto, que tal variar um pouco e surpreender seu parceiro? Durante o ato sexual, a ideia é experimentar novas posições, toques e até mesmo utilizar alguns aparatos.

Experimente uma vela aromática, cremes e óleos para massagem, tipos diferente de vibradores, e outros artigos eróticos. Inserir elementos novos no momento íntimo é uma boa maneira de estimular o desejo e, por consequência, melhorar o desempenho na cama, no chão, no sofá, ou onde quer que vocês estejam!

Tenha calma

Tenha em mente que este é um momento de prazer: a qualidade não se resume apenas ao resultado final, ou seja, ao orgasmo. Todo o processo, o que envolve o toque, as carícias e a etapa das preliminares, deve ser realmente aproveitado.

Para uma melhoria no desempenho, é preciso também a sua dedicação ao ato sexual. Nada de pressa! Neste sentido, outro erro é aceitar fazer sexo sem vontade. Se você não está a fim, não force a situação!

A pressa é sua inimiga

Alimente-se bem

Quem não se alimenta adequadamente também pode ter problemas com o seu desempenho durante a relação sexual. A falta de alguns nutrientes pode te deixar mais cansado do que o comum, afetando a qualidade do sexo.

O excesso de peso também é prejudicial. O acúmulo de gordura pode, sim, diminuir a sua libido e, claro, comprometer o desempenho durante o ato sexual. Existem ainda alguns alimentos que ajudam a dar uma forcinha como chocolate, aveia, mel, pimenta e até vinho tinto – mas tudo com moderação!

Durma bem

Um bom sono vai te dar mais libido

Esta é uma dica importante para um bom sexo e para o desempenho de qualquer outra tarefa no dia a dia. Estar descansada e relaxada é extremamente importante.

A falta de sono provoca irritabilidade. Uma mulher neste estado com toda certeza terá mais dificuldade de se concentrar na relação e até ter a lubrificação adequada. Um sono de sete a oito horas diárias é o ideal para acordar com a disposição necessária.


QUER AUMENTAR SEU DESEJO E PRAZER SEXUAL? BAIXE O E-BOOK GRÁTIS:


PLANO DE 5 PASSOS PARA TURBINAR O DESEJO SEXUAL 

Pratique uma atividade física

Acredite, não é bobagem: quem pratica uma atividade física com regularidade tem mais disposição para a relação sexual. Com o aumento da circulação do sangue, os homens têm mais facilidade para ereção e as mulheres na lubrificação. A prática do exercício, é claro, ainda melhora o condicionamento físico.

Pode ser uma caminhada diária de 30 minutos. Movimentar-se ajuda bastante no desempenho sexual. Além do mais, a prática da atividade física é um dos principais ingredientes para manter uma vida sempre saudável.

Ainda que muitas das dificuldades sexuais das mulheres só possam ser tratadas com ajuda profissional,  colocar as cinco dicas acima em prática certamente facilitará a transformar o sexo em um momento extremamente prazeroso. Experimente!

Compartilhe com suas amigas:


Dra. Vânia Machado
Dra. Vânia Machado

Eu sou a Drª Vania Machado, psicóloga terapeuta sexual, mestre em psicopatologia clinica e psicologia da saúde. Há mais de 20 anos venho ajudando as mulheres a recuperar seu desejo sexual e já perdi a conta de quantos casamentos foram salvos de ir por água abaixo por causa de brigas e traições que começaram com um simples problema conjugal. Atualmente ajudo mulheres de todas as idades superarem crises no relacionamento e disfunções sexuais. Precisa de ajuda profissional? clique aqui e marque uma consulta comigo.